O estado recebeu 119.648 doses da vacina do Ministério da Saúde.

Fazem parte do público-alvo adolescentes com idade de 11 e 12 anos.

Nova vacina contra meningite começa a ser aplicada na rede estadual de saúde do Maranhão. Julyane Galvão. O Maranhão iniciou a aplicação das vacinas contra a meningite, que entrou este ano no Calendário Nacional de Vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS).

O estado recebeu 119.648 doses da vacina meningocócica do Ministério da Saúde. SES descarta surto de meningite no Maranhão e alerta população para novos casos Vacina contra meningite: entenda os tipos e quem deve tomar A imunização é contra os quatro subtipos da doença (A, C, W e Y) de forma conjugada e está sendo executada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) em parceria com os 217 municípios maranhenses.

Fazem parte do público-alvo adolescentes com idade de 11 e 12 anos.

“Chamamos a atenção para os pais e responsáveis para que cumpram a rotina de vacinação conforme o calendário prescrito pelo Ministério da Saúde.

A meningite é uma doença séria e que tem vacina, por isso podemos proteger nossos adolescentes seguindo conforme o que se tem sido orientado”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

A vacina meningocócica ACWY (conjugada) está sendo disponibilizada de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação, na rotina dos serviços de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS).

A dose da vacina meningocócica ACWY deverá ser administrada independentemente de o adolescente ter recebido anteriormente a vacina MenC (conjugada) ou dose de reforço.

De acordo com a chefe do Departamento de Controle e das Doenças Imunopreveníveis da SES, Halice Figueiredo, o objetivo é alcançar cobertura vacinal maior ou igual a 80%. “Recomendamos reforçar a importância da manutenção de um esquema vacinal completo, seguindo o preconizado no calendário.

O sucesso dessa estratégia depende do envolvimento e da participação de todos na tarefa, com a certeza de que esta é uma importante ação para proteger a população contra a doença”, explicou.

A SES destaca que, enquanto a vacina contra a meningite é distribuída de forma gratuita na rede SUS, na rede particular a dose pode chegar a custar entre R$ 300 e R$ 700, variando de acordo com a idade da criança.

Na rede pública de saúde, para se ter acesso à imunização, o adolescente deverá se dirigir à uma Unidade Básica de Saúde (UBS) acompanhado dos pais ou responsável legal, portando documento com foto, cartão do SUS e a caderneta de vacinação.

Em São Luís, as unidades de referência para vacina são: Centro de Saúde Paulo Ramos Centro de Saúde Bairro de Fátima Unidade Médica Itaqui Bacanga Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão Unidade Médica do Bequimão Centro de Saúde Genésio Rêgo Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) Centro de Especialidades Médicas da Cidade Operária A doença A meningite é uma infecção que acontece nas meninges do cérebro e que pode ser causada por vários fatores.

Dentre os tipos, as meningites virais e as bacterianas são as mais comuns e também são aquelas que podem causar surtos e epidemias.

Os principais sintomas são febre alta, dor de cabeça intensa, náuseas, vômitos, rigidez de nuca e, algumas vezes, manchas na pele (tipo picada de mosquito).