Pelo menos 7,9 demissões foram registradas.

Setores de serviços e comércio lideraram queda no número de postos de trabalho com carteira assinada.

Paraíba perde mais de 3,4 mil vagas de emprego em maio de 2020, aponta Caged Divulgação/ Reprodução A Paraíba perdeu mais de 3.405 vagas de emprego com carteira assinada em maio deste ano, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (29) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Governo Federal.

De acordo com o levantamento, foram 7.902 demissões no período, contra 4.497 admissões. Liderando a queda, o setor de serviços demitiu 1.404 trabalhadores, seguido pelo comércio que registrou 871 desligamentos.

O terceiro colocado em número de demissões foi o setor da indústria, responsável por 791 demissões.

Já o setor da construção notificou 621 postos de trabalho a menos. Em sentido contrário, os segmentos de agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura registraram um saldo positivo de 282 vagas de emprego. Dos nove estados do Nordeste, a Paraíba é o sexto com o maior número de demissões, ficando atrás da Bahia, Pernambuco, Ceará, Maranhão e Rio Grande do Norte.

Em toda a região, 136.125 postos de trabalho foram fechados.

Mesmo com o saldo negativo, houve uma redução de 4,7% na quantidade de demissões em comparação ao mês de abril, quando o estado teve 8.299 postos de trabalho desligados.